Número total de visualizações de página

03/05/2009

As revoluções Agrícola e Industrial - Revisão

Está na hora de diagnosticar o grau de conhecimento dos conteúdos abordados nas aulas e de preparar o teu momento de avaliação. Para isso consulta os quadros síntese e explora o questionário que te apresento.







Perguntas e Respostas

P- 0 que significa «revolução agrícola»?

R. A revolução agrícola consistiu num conjunto de transformações muito significativas e profundas na agricultura inglesa.

P- Quais os factores político-económicos res­ponsáveis pelo desenvolvimento da agricul­tura inglesa no século XVIII?

R. Os factores político-económicos responsáveis pelo desenvolvimento da agricultura inglesa no século XVIII foram o sistema parlamentar favorá­vel à livre iniciativa e os investimentos dos lu­cros do comércio colonial na agricultura.

P- Qual a importância das enclosures para o pro­cesso de transformação da agricultura?

R. As enclosures contribuíram para a preservação dos pastos e para uma maior rentabilidade das explorações agro-pecuárias. Nelas foi possível fazer experiências agrícolas de grande sucesso, nomeadamente ao nível da produtividade dos solos e do aperfeiçoamento de raças animais.

P- Quais foram as técnicas agrícolas desenvolvi­das na época?

R. Resumidamente, podemos referir os campos cer­cados (enclosures); o afolhamento quadrienal; os arroteamentos e as drenagens; o apuramento de raças animais e de sementes; o aperfeiçoamento/ invenção de alfaias e máquinas; a introdução de novas plantas e a adubação.

P- O desenvolvimento agrícola foi um fenómeno generalizado na Europa?

R. Não. Ele apenas se fez sentir, nesta fase, nos Países Baixos e, sobretudo, na Inglaterra.

P- Quais foram as consequências do aumento da produtividade dos solos?

R. O aumento da produtividade dos solos contribuiu para um aumento da produção de alimentos e, consequentemente, contribuiu também para a diminuição das fomes e da mortalidade, e para a obtenção de matérias-primas, capitais e mão-de­-obra potencialmente disponíveis para outros sec­tores de actividade, como a indústria.

P- Quais as consequências demográficas positi­vas, resultantes dos progressos verificados na alimentação?

R. As consequências positivas foram: a diminuição das fomes e das epidemias e a forte redução das taxas de mortalidade. Globalmente, houve uma melhoria da qualidade de vida das pessoas.

P- Quais as consequências da revolução demo­gráfica na segunda metade do século XVIII?

R. As consequências foram múltiplas. Deu-se um re­juvenescimento da população; um considerável aumento da esperança de vida das pessoas; um forte crescimento urbano e um forte êxodo rural. Com as pessoas cresce o consumo e os mercados alargam-se.

P- Quais os condicionalismos e factores da prio­ridade inglesa na revolução industrial?

R. Os condicionalismos foram políticos e sociais (regime parlamentar liberal; burguesia e nobre­za muito empreendedoras); demográficos (mão-de-obra disponível); económicas (abun­dância de capitais e vastos mercados, externo e interno); geográficos (existência de boas vias de comunicação); naturais (abundância de matérias­-primas); e técnicos (numerosos inventas e téc­nicos).

P- Quais os sectores de arranque da RevoluçãoIndustrial?

R. Os sectores de arranque foram a indústria têxtil algodoeira e a indústria metalúrgica.

P- Qual a importância da máquina a vapor?

R. A máquina a vapor contribuiu para acelerar o trabalho e aumentar a produção. A máquina a vapor veio pôr as outras máquinas a trabalhar a alta velocidade.

P- O que significa «revolução industrial»?

R. Revolução industrial significa um conjunto de transformações técnicas operadas na indústria, que alteraram o tradicional modo de produção: da manufactura passou-se à maquinofactura.

P- Onde se localizavam as fábricas?

R. Inicialmente as fábricas localizavam-se junto das matérias-primas (campos, minas), das vias de co­municação (portos, rios, canais,...) e dos cursos de água. Mais tarde, com o desenvolvimento das vias de comunicação e a utilização da máquina a vapor, passaram a concentrar-se mais nas cidades.

Com os devidos créditos ao blog: http://historia8-penedono.blogspot.com/




Sem comentários: